terça-feira, 5 de abril de 2011

Noções básicas da psicologia sócio-histórica

A concepção do humano da psicologia sócio histórica pode ser assim sintetizada: o ser humano é um ser ativo, social e histórico. O homem constrói sua existência a partir de uma ação sobre a realidade, que tem por objetivo satisfazer suas necessidades. As necessidades básicas do ser humano são apenas biológicas; ao surgirem, elas são imediatamente socializadas.
A Atividade de cada individuo, ou seja, sua ação particular é determinada e definida pela forma como a sociedade se organiza para o trabalho, esse trabalho só é possível em sociedade. São essas relações que definem o lugar de cada individuo e sua atividade. por isso, quando se diz o ser humano é ativo, diz-se,ao mesmo tempo que ele é um ser social.
A ação do ser humano sobre a realidade que obrigatoriamente, ocorre em sociedade, é um processo histórico. É uma ação de transformação da natureza que transforma o próprio individuo.
As relações sociais modificam-se a medida que se desenvolvem as necessidades humanas e a produção que visa satisfazê-las. É um processo de transformação constante das necessidades e da atividade dos homens e das relações que ele se estabelecem entre si para a produção de sua existência. Esse processo histórico é construído pelos indivíduos, e é esse processo histórico que constrói os seres humanos.
A psicologia deve buscar compreender o individuo como ser determinado histórica e socialmente. Esse individuo jamais poderá ser compreendido se não por suas relações e seus vínculos sociais, pela sua inserção em determinada sociedade, em um momento histórico especifico.
O ser humano existe, age e pensa de outra maneira porque existe um dado momento e local, vivendo determinadas relações.
A consciência humana revela as determinações sociais e históricas do ser humano. É necessário conhecer alem da aparência, buscando a essência desse processo, que revela o movimento de transformação constante a partir da contradição, entendida como principio fundamental do movimento da realidade.
Assim para conhecer o ser humano é preciso situá-lo em um momento histórico, identificar as determinações e desvendá-las


As categorias de analise da psicologia sócio histórica

A psicologia sócio histórica utiliza-se então de alguma categorias de análise que correspondem a essa forma de ver o processo e o movimento humanos: atividade, linguagem, sentido, significado.
Atividade: é a partir dela que os humanos se põem no mundo e criam a relação fundamental que permitira todo o processo de transformação do mundo e de si mesmos.
Consciência: se desenvolve no cérebro humano como capacidade superior. Seu material esta na vida vivida e nas formas de vida instituídas pelo grupo social. É o mundo dos registros das vivencias dos sujeitos. É razão, emoção, e ação.
Identidade: compõe com a atividade e consciência as categorias básicas do psiquismo e refere-se ao organização que o sujeito faz sobre a si mesmo.
Linguagem: é um instrumento para a nossa expressão e para forma nossa consciência.
Relações Sociais: os vínculos que se constituem vão permitir determinadas experiências. Em nossas vivencias somos afetados de alguma forma e fazemos então nossos registros emocionados.
Sentido: é algo individual, mas que tem sua formação no encontro do sujeito singular com uma experiência social concreta.

Grupo:Thais,Karla, M. Ecleene, Ulancie, Silvana, Sonilda, Anderson

Nenhum comentário:

Postar um comentário