terça-feira, 5 de abril de 2011

A visão de fenômeno psicológico ou o objetivo da psicologia

A psicologia sócio-histórica toma por base Vygotsky. Ele questiona a psicologia anterior, que analisava o comportamento como um fenômeno abstrato e individual do sujeito. Vygotsky acreditava que o fenômeno psicológico  já estaria dado a cada sujeito não importando seu surgimento ou construção,  mas sim, seu desenvolvimento que era uma conquista coletiva, fruto da união de um determinado numero de pessoas.  Pois se ha um conhecimento psíquico embasado nas culturas da humanidade este foi desenvolvido durante os séculos, é fruto de um trabalho coletivo. Exemplos disso vêm desde civilizações antigas, quando os mesmos descobriram as ferramentas que desencadearam conhecimento psíquico e avanço cultural social histórico que conhecemos e estudamos ate hoje. Sendo este utilizado para mediar natureza humana.
O mundo psicológico nunca foi o mesmo, o que sabemos hoje não servirá amanha para definir o futuro da humanidade. Exemplo disso são as diferentes culturas, como algumas tribos indígenas que festejam a morte.
Não há natureza humana, há  condição humana

Para os sócio-históricos o termo natureza humana não existe, é sim, o termo condições humana.
A condição humana é representada pela construção de instrumentos para a satisfação de nossas necessidades, que dependera do momento histórico em que vivemos.
Condição humana é a possibilidade de os homens criarem a si próprios, libertando-se dos limites impostos pelo biológico de seus corpos.


A importância da Cultura

Podemos definir cultura como a melhor expressão do avanço da humanidade; ou seja, podemos também dizer que a cultura é a humanização do mundo material.
Nossas conquistas estão presentes, nos objetos e idéias que construímos como seres humanos ao longo do tempo em que nos desenvolvemos. Os objetivos compreendem o desenvolvimento e a evolução dos meios materiais. Já as idéias estão representadas, por exemplo, pela escritas, costumes e religião.

Grupo 1: Edson Mendonça, Jucely A. LimaDanielle de Souza, Andrade Anjos, Felipe Jose, Joaquim de Souza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário